Home / COLUNAS

COLUNAS

ASSOMBRAÇÃO SABE PARA QUEM APARECE

Assombração sabe para quem aparece, diz Ana Maria. O que Ana Maria fala eu escrevo. E, para escrever sobre assombração, nada melhor que voltar ao sítio da Dona Benta, onde tudo se encanta e desencanta misturadamente. É lá que ouvimos a conversa entre Saci e Pedrinho, em que o encantado ...

Leia Mais »

Qual ponto deve ser levado em consideração ao fazer uma escolha entre um plano A ou B?

Em diversos momentos de nossas vidas nos encontramos em momentos em que temos de decidir entre A ou B, uma decisão ou outra, entre fazer algo ou deixar de fazer. Uma vida cada dia mais dinâmica e cheia de alternativas e até mesmo oportunidades. Como realizar escolhas certas e lá ...

Leia Mais »

NUNCA MAIS OUTRA VEZ

O poeta Cláudio Manuel da Costa nasceu em Mariana no século XVIII. Os versos com que, ironicamente, denuncia o “progresso”, em nome do qual a mineração do ouro desfigurava a natureza em sua época, ganham atualidade com a devastação causada pela extração do minério em nossos dias: “Onde estou? Este ...

Leia Mais »

POR QUE O POVO ELEGEU MILITARES E COMO ELES IRÃO SURPREENDER?

Uma sociedade escandalizada por desvios bilionários, a cada dia descobertas de escândalos. Perguntamos: Como pode nosso País suportar tudo isso durante tantos anos? Pois é, fico até surpreso depois de descobertas acreditar que nossa Nação sobreviveria. A população cansada de muitas coisas, dentre elas, corrupção, criminalidade, desrespeito com os pais, ...

Leia Mais »

Liderar é muito fácil quando se tem ganhos financeiros para o time

Liderar equipes é um grande desafio para gestores, gerentes e até mesmo colegas de equipes. Qual o maior desafio encontrado? Profissionais não engajados com o projeto? Metas que não são atingidas? Pois é: Aqui UMA dica importante que utilizamos no Exército para engajar nossos subordinados. (lembrando que eles não ganham ...

Leia Mais »

VITORIANOS ATACAM OUTRA VEZ

A ficção científica, tanto na literatura quanto no cinema, costuma figurar o futuro do planeta e da civilização em quadros escatológicos: nas cidades devastadas, os escombros da tecnologia convivem com uma natureza alterada e revolta, enquanto as ruínas da cultura vão sendo assimiladas ao caos e à barbárie. Poderia fazer ...

Leia Mais »

CENÁRIOS DE NATAL

O fim de ano traz de volta a questão que fecha o célebre soneto de Machado de Assis: “Mudaria o Natal ou mudei eu?”.  Alguns dizem que mudamos sempre para sermos os mesmos. Somos nós que mudamos ou mudam as circunstâncias? Alguém pergunta: e se Jesus nascesse hoje? Ele, decerto, ...

Leia Mais »

O HOMEM DE UM LIVRO SÓ

Tenso, inquieto, incapaz de estar consigo mesmo por algum tempo, o passageiro da poltrona ao lado puxou conversa: – Você digita sem olhar pro teclado, hein? – ele apontou o notebook sobre meus joelhos. – É. Graças à velha e boa datilografia. – Algum relatório? – Não. É uma crônica. ...

Leia Mais »

O CONDE E O ROQUEIRO

Em meus primeiros anos na escola, a professora me apresentou ao poema “Por que me ufano de meu país”, escrito pelo Conde Afonso Celso no século XIX. Não posso dizer que tive prazer em conhecê-lo. Primeiro, porque achei feia a palavra “ufano”. Depois, com o tempo, fui desgostando cada vez ...

Leia Mais »

PAI, O QUE É UM FASCISTA?

A garota tinha lido o conto de Artur Azevedo, em que um pai finge não ouvir o filho que lhe pergunta o que é um plebiscito – finge, despista, tergiversa, até conseguir consultar um dicionário e voltar triunfante com a resposta, posando de verdadeiro sabe-tudo. A nossa menina, então, resolve ...

Leia Mais »