Home / COLUNAS / O que eles serão quando crescerem?

O que eles serão quando crescerem?

Durante meus encontros com jovens do projeto Jovem de Sucesso a liga, realizado no sul de Minas Gerais, me deparei com diversos relatos, e o que mais me deixou preocupado foram constantes queixas de que, o que os jovens mais querem é a aprovação dos seus pais diante seus sonhos e buscas.
Se fizermos um retrospecto de 20 ou até mesmo 10 anos a maioria dos jovens buscavam por entrarem em uma faculdade para que pudessem seguir uma carreira em uma empresa ou até mesmo buscar uma estabilidade em algum emprego promissor. Hoje o que constatamos é que com o advento do crescimento tecnológico, diversas foram as profissões criadas, o que era uma diversão hoje se torna o famoso ganha pão de várias pessoas, mostrar suas vidas e seu cotidiano, seja ele na busca por dietas perfeitas, mostrar sua rotina diária em academias, ou até mesmo como ganhar dinheiro na internet se tornaram formas de remuneração.

Hoje em dia perguntamos para crianças e jovens o que eles serão quando crescerem, ouvimos respostas tais como: Serei um famoso youtuber, gamer ou até mesmo: Minha profissão ainda não foi criada!

Para que pais e filhos consigam uma boa sintonia o princípio básico do diálogo nunca pode ser deixado de lado. Pais destes jovens foram os jovens que acreditaram que iriam iniciar uma mudança no velho modo de criar filhos, e assim o fizeram, mas agora o importante não é somente apoiar as decisões dos filhos com a premissa de que quando eram jovens sofreram limitações e privações. Agora é chegada a hora de os jovens dos anos 2000 serem os pais do século XXI. Confesso que a missão é árdua, mas, porém muito importante, afinal de contas ações do dia a dia impactarão completamente o futuro do então “futuro” do Brasil.

O que podemos concluir é que hoje em dia os jovens querem batalhar, trabalhar ou viver por uma causa, eles não querem por vezes, altos salários, eles querem reconhecimento e fazerem parte de um movimento, das decisões de empresas e projetos, eles querem mais que estudar, trabalhar, constituir família e se aposentarem. Eles querem talvez nunca se aposentar, ou viver uma constante aposentadoria, querem mudar o mundo, querem ser aceitos ou apenas que ouçam seus gritos de aflição por viverem em uma vida em que seus pais os superprotegem e simplesmente não os ouvem.

Emanoel Lourenço

Natural de Curvelo, Formado Pela Escola de Sargentos das Armas, Coaching e membro da Sociedade Latino Americana de Coaching, Palestrante e Hipnólogo

Veja Também

NUNCA MAIS OUTRA VEZ

O poeta Cláudio Manuel da Costa nasceu em Mariana no século XVIII. Os versos com ...