Home / Curvelo online / Setembro Azul, mês da Valorização da Comunidade Surda realizada na Escola Estadual Interventor Alcides Lins

Setembro Azul, mês da Valorização da Comunidade Surda realizada na Escola Estadual Interventor Alcides Lins

No dia 27 de setembro realizou-se a comemoração do Setembro Azul, mês da Valorização da Comunidade Surda realizada na Escola Estadual Interventor Alcides Lins.

Para o vereador e Presidente da Câmara Municipal Daniel Araújo, é importante o dialeto em libras, o que permitiu a inclusão das pessoas com deficiência auditiva e consequentemente a fala. Hoje no Brasil representa cerca de 5% da população, ou seja 10 milhões de pessoas, sendo 2,7 milhões são totalmente surdas. Porém só em 2022 que foi sancionada a Lai nº 10.436/2002, reconhecendo a LIBRA como meio legal de comunicação e expressão para a comunidade surda.

Nos últimos anos, o Brasil aderiu a LIBRAS e se faz presente em vários eventos, principalmente nos órgãos públicos, além da inclusão diferenciada em concursos públicos.

O dia 26 de setembro, dia Nacional do Surdo, foi instituído e oficializado por ser a data de fundação da primeira escola de surdos no país, o Instituto Nacional de Surdos (INES), em 1857, na cidade do Rio de Janeiro.

Infelizmente ainda temos preconceitos e a falta de acessibilidade comunicacional é um problema grave, a libras é a primeira língua dos surdos brasileiros, em outros países existe a linguagem de sinais, porém, diferente, por isto a educação bilíngue é sem dúvida um grande desafio para os surdos.

Engajados a esta causa, o Sr. Edivaldo Carlos da Fonseca, Diretor da E.E. Interventor Alcides Lins, fala da inclusão através do Curso Técnico de Libras que é ministrado na escola. São três turmas, sendo duas turmas do segundo período e uma turma do primeiro período, o curso tem duração de dois, sob a coordenação da Professora Maria de Fátima Ribeiro da Silva. O curso ministrado desde fevereiro de 2023 é aberto a todos os interessados, para se inscrever é exigindo o ensino médio completo.

Por tudo já descrito, demonstra a importância da conscientização e de cursos para vários profissionais, capacitando-os para atender as necessidades desta comunidade, para tornar o cotidiano mais acessível, mesmo sabendo que a inclusão na prática ainda não é fácil.

Veja Também

Plenária Estadual do Parlamento Jovem tem participação da cidade de Curvelo

A Plenária Estadual do Parlamento Jovem de Minas Gerais foi um verdadeiro encontro de mentes ...